EBD Casais _ Dia 08: Quem Ama Baseado Numa Aliança Sempre está Disposto a Tomar a Iniciativa

EBD Casais _ Dia 08: Quem Ama Baseado Numa Aliança Sempre está Disposto a Tomar a Iniciativa

EBD: Discipulado

Quem Ama Baseado Numa Aliança Sempre está Disposto a Tomar a Iniciativa

Leo Buscaglia tem uma interessante história para nos contar a espeito da importância de se tomar iniciativas na nossa vida afetiva.

“... Um dia destes, um cachorro, “tipo vira-lata” – entrou numa sala de aula, sem cerimônia, sem medo de ser rejeitado, abanando a cauda para todos.

EBD  EBD

Os alunos reagiram com afagos e carinho e brincadeiras. Alguns até deram parte de sua merenda para o cão.

Entretanto, havia naquela sala, um adolescente que não entrou no clima dos demais e gritou um tom de amargurar: - “Eu estou aqui todo este tempo, quase um ano, e ninguém me dá bola, ninguém percebe a minha solidão. Ninguém aqui me dá carinho. Entretanto, chega um vira-lata aqui e, em alguns minutos, torna-se o centro da atenção de todos. Logo recebeu afago e carinho. Alguma coisa está errado aqui”.

Um outro adolescente, entretanto, objetou dizendo:

- “. . . Minha amiga.... você tem que aprender com este cachorro. Quando ele chegou aqui, logo foi dizendo que estava aberto para relacionamentos. Ele chegou e foi brincando e se abrindo. Contudo, você todos estes meses está sempre aí, emburrada em seu canto. A gente ainda não sabe ler pensamentos. Seria bom se você, de vez em quando, pudesse tomar a iniciativa e nos dizer o que pensa ou o que sente.”

Muitos casamentos vão à banca rota por ficarem esperando o outro tomar a iniciativa. Iniciativa de carinho, preliminares do ato sexual, do diálogo, da resolução de conflitos etc.

Madre Teresa de Calcutá uma vez disse: “Se quisermos que uma mensagem de amor seja ouvida, primeiramente temos que omiti-la”.

1.    Marido: Descreva uma esposa com iniciativa:

1.    Esposa: O que você espera de seu marido, em termos de iniciativa?

2.    No seu casamento, quem “quase sempre” toma a iniciativa?

( ) EU                    ( ) ELE

Quem está Debaixo de uma Aliança Sabe que o Amor Nem Sempre se Expressa com a Mesma Intensidade

Mesmo os amantes mais ardentes tendem, a qualquer momento, a se acalmarem e sossegar no amor. A maneira como nos expressamos está sujeita a diversas circunstâncias. A energia do amor não é um fato isolado na vida. O amor está sujeito as influências de nosso estado físico, emocional e espiritual.

Muitos casais ainda não aprendem a interpretar o humor um do outro quando os conflitos aparecem. Precipitam-se e logo fazem julgamentos imaturos e concluem que o outro não o ama mais.

O humor tem a ver com disposição de espírito. Podemos estar de bom humor ou de mau humor. Nem sempre temos disposição de perceber, apreciar ou nos expressar de modo agradável, cômico ou divertido.

 E isto não significa que deixamos de amar nosso cônjuge. Nosso humor está sujeito, por sua vez, ás condições de nossa saúde, de acontecimentos anteriores que afetaram nossas emoções. O humor pode ser afetado com preocupações e respeito do futuro. Até mesmo nossas condições espirituais afetam o nosso humor e, consequentemente, a expressão do nosso amor.

1.    Você aprendeu a separar o sentimento que você tem por seu cônjuge, das variações de seu humor e do seu “gênio questionável”?

  ( )Sim                 ( )Não

2.    Em que situações seu cônjuge demonstra “mau humor”?

3.    E você? Em que situações você percebe que seu humor fica alterado?

 

 

ebd

EBD - Discipulado

EBD - Discipulado

Deixe um versículo nos comentários para meditação e edificação dos casais que visitam esta pagina...